16/08/2017 13h30 - Atualizado em 16/08/2017 13h30

Emater capacita agricultoras para produzir orquídeas na “Cidade das Flores”

Emater capacita agricultoras para produzir orquídeas na “Cidade das Flores”.

Um dos grandes paradigmas no meio rural é o de manter o jovem no campo, visto que as atividades praticadas neste espaço normalmente são consideradas pouco interessantes por ele. Consequentemente, a maioria desses filhos de agricultores parte para a cidade em busca de uma vida mais próspera. Dentro deste contexto, preocupados com o uso intensivo do solo e a baixa diversificação da produção, aliado à falta de atrativos para a permanência das mulheres na agricultura, os extensionistas da Emater de Corbélia, Marco Antônio Abreu de Andrade e Willian de Moraes Atanasio (autor deste artigo), estão buscando novas opções para tornar a vida no campo mais prazerosa e rentável aos agricultores familiares.

Com este objetivo, numa parceria com o extensionista da Emater de Ibema, Ricardo Crispim, especialista no cultivo de orquídeas, os dois técnicos do Instituto ofertaram, na primeira semana de agosto, um curso sobre produção de orquídeas, destacando no treinamento aspectos como: composição de substratos, ambientação, aspectos da irrigação e abordagem sobre as principais pragas e doenças.
A apresentação da orquidicultura como uma ótima alternativa econômica, devido ao seu baixo custo de produ
ção, bom mercado, exigência muito baixa em área para cultivo e poucas horas de dedicação semanal, além de não necessitar de uma alta demanda de mão de obra (o que atualmente é cada vez mais escasso) despertou o interesse dos 27 participantes.

Durante o curso, um dos fatores que mais chamou a atenção foi o fato de o custo de produção de um vaso adulto de orquídea, do gênero Phalaenopsis, ficar por volta de R$3,26 e seu valor de venda praticado no mercado não inferior a R$20,00 (quando este valor não ultrapassa 50 reais ou mais). Além disso, para produzir um milheiro destas plantas é necessário um espaço de apenas de 20 metros quadrados.

Após o repasse das informações técnicas pelo extensionista Ricardo Crispim, os agricultores participaram de práticas de cultivo e saíram entusiasmados com o curso, vislumbrando na orquidicultura uma excelente opção de trabalho, sem contar com a melhoria da qualidade de vida por se tratar de uma atividade extremamente prazerosa e de baixo esforço físico.

Com o término do curso, o município de Corbélia, conhecido como “A Cidade das Flores”, ganha um forte grupo de apaixonados pelo cultivo de flores que, com certeza, não medirá esforços para deixar a cidade ainda mais bela e aconchegante.

 

Fonte: Emater

últimas: notícias vídeos

cotações

  • Milho amarelo – Rio do Sul/SC – (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ 23,00

  • Arroz irrigado em casca – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ S/Inf.

  • Suíno vivo – Sul Catarinense/SC (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ 3,42