24/08/2017 13h09 - Atualizado em 24/08/2017 13h09

Embrapa lança variedade de azevém e publicações na 40ª Expointer

Uma cultivar de azevém e duas publicações serão os lançamentos da Embrapa na 40ª edição da Expointer. Além disso, a Empresa apresentará uma série de soluções tecnológicas já disponíveis para uso do produtor e que visam à melhoria da eficiência produtiva e à qualidade dos produtos agropecuários. A tradicional feira acontece de 26 de agosto a 3 de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).

Fortalecendo a atuação em parceria com instituições públicas e privadas, a Embrapa participa em diversas frentes da exposição, com presença garantida no estande do Ministério da Agricultura no Pavilhão Internacional, no Salão do Empreendedor, no Pavilhão de Ovinos e Bovinos de Corte e na Casa da Emater/RS-Ascar.

Lançamentos
No dia 26, às 13h, dia da abertura oficial da Expointer, será lançada a variedade de azevém BRS Integração, uma parceria entre Embrapa Clima Temperado (Pelotas, RS), Embrapa Pecuária Sul (Bagé, RS), Embrapa Gado de Leite (Juiz de Fora, MG) e Embrapa Trigo (Passo Fundo, RS).

A BRS Integração foi desenvolvida para atender aos produtores que utilizam o sistema de integração lavoura-pecuária (ILP). Uma de suas principais características é o ciclo precoce, que possibilita a produção de mais pastagem em menor tempo, permitindo a ressemeadura natural ou a colheita das sementes antes do estabelecimento de culturas de verão, como a soja, na mesma área.

A produtividade média nos experimentos foi em torno de oito toneladas por hectare, com rápido estabelecimento da pastagem – em torno de 50 dias, se bem manejada, segundo a pesquisadora da Embrapa Gado de Leite Andréa Mittelmann. “O mais interessante em termos de produtividade é que ela ganha da BRS Ponteio e das outras cultivares plantadas no Brasil atualmente, inclusive as tetraploides”, explica.

Também serão lançadas duas publicações – “Cultivo de soja e milho em terras baixas do Rio Grande do Sul” e “Rede Leite Pesquisa-Desenvolvimento”, sendo a última obra um resultado de parceria entre as seguintes instituições: Embrapa Pecuária Sul, Embrapa Clima Temperado, Emater/RS, Fepagro, Cooperfamiliar, Dalacto, Unijuí, Unicruz, Universidade de Santa Maria (UFSM) e Instituto Federal Farroupilha.

Tecnologia para produção de embriões
Uma técnica inovadora capaz de produzir embriões in vitro dentro da propriedade rural, sem a necessidade de laboratório, é a atração da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília, DF) na exposição. A Tifoi (transferência intrafolicular de ovócitos imaturos) é uma biotécnica com grande potencial de aceitação, já que apresenta todas as vantagens da fecundação in vitro (FIV), com um benefício a mais: o fato de não precisar de laboratório. Os criadores podem obter os embriões com a mesma rapidez e agilidade da FIV – ou seja, em torno de um bezerro por semana a partir de uma única vaca doadora – sem precisar sair da sua fazenda.

Os óvulos são aspirados da mesma maneira que na FIV. Porém, em vez maturados em laboratório, são cultivados dentro do corpo da vaca que está ovulando, aproveitando o seu processo reprodutivo natural. Depois da ovulação, os óvulos são fecundados por inseminação artificial (IA). Sete dias depois, os embriões que se desenvolveram são coletados e transferidos para a vaca receptora (barriga de aluguel), semelhante ao que ocorre na transferência clássica de embriões. A produção dos embriões de forma natural no trato reprodutivo da fêmea dispensa todos os componentes de laboratório, reduzindo significativamente os custos.

Pelo pioneirismo no Brasil, a Tifoi teve sua marca registrada junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

Qualidade da carne, pastagens e pecuária de precisão
A Embrapa Pecuária Sul estará na Expointer com três grandes temas: qualidade da carne, pecuária de precisão e apresentação de soluções tecnológicas já disponíveis para a pecuária de corte e de leite.

No estande do Mapa, a Unidade apresenta as potencialidades das cultivares de capim-sudão (BRS Estribo), cornichão (URS BRS Posteiro), trevo-vesiculoso (BRS Piquete) e trevo-branco (BRS URS Entrevero). No Pavilhão Internacional, no Salão do Empreendedor, em uma parceria com o Sebrae, a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/RS), a Embrapa Pecuária Sul aborda diversos assuntos que repercutem na qualidade da carne, como a genética, a base alimentar dos animais, manejo sanitário e reprodutivo e gestão da propriedade, entre outros.

Já no Pavilhão de Ovinos e Bovinos de Corte, juntamente com a Embrapa Gado de Corte (Campo Grande, MS), em uma parceria com o Senar/RS, será tratado o tema da pecuária de precisão, a partir de abordagens de assuntos como pastagens, sanidade animal, reprodução e bem-estar animal.

Soluções para agricultura de clima temperado
A Embrapa Clima Temperado apresenta ao público variedades consolidadas ou recentemente lançadas de batata e batata-doce; arroz, com foco nos sistemas de produção em terras baixas, principalmente; feijão; pêssego; citros; morango; amora; e oliveira. As frutas nativas e a conservação do Pampa estão contempladas pelos trabalhos ligados ao manejo e uso sustentável dos butiazais. Além disso, a pesquisa vai apresentar resultados recentes do uso de espécies vegetais para cortinamento de estações de tratamento de esgoto (Etes).

A Unidade mostra na Expointer máquina desenvolvida pela Trimble Brasil. Trata-se de um equipamento utilizado pela pesquisa para sistematização do solo em terras baixas através de geotecnologia de alta precisão – resultado de convênio firmado entre as empresas na Expointer em 2016.

No estande da Emater/RS-Ascar, parceira tradicional da Embrapa Clima Temperado, a Unidade apresenta tecnologias voltadas à produção leiteira.

Mudas de qualidade e cadastro vitícola
No estande do Mapa, a Embrapa Uva e Vinho (Bento Gonçalves, RS) mostra pesquisas importantes para a fruticultura de clima temperado. Entre elas está o programa de monitoramento da mosca-das-frutas, trabalho iniciado nos municípios de Bento Gonçalves, Farroupilha e Pinto Bandeira, por meio de parceria com a Emater/RS-Ascar. O Sistema de Alerta Mosca-das-Frutas na Serra Gaúcha vai auxiliar os produtores a manejar a principal praga que ataca as frutas de caroço, como pêssego e ameixa.O tema “Mudas de qualidade e a sustentabilidade da viticultura” também vai ser pautado pela Unidade, que lidera, desde 2013, projeto em parceria com a Associação Gaúcha dos Produtores de Mudas de Videira e o Instituto Brasileiro do Vinho, com o objetivo de oferecer mudas de videira com qualidade fitossanitária no Brasil, a partir da melhoria técnica dos viveiros comerciais.

Outro tema é fruto de trabalho entre Embrapa e Mapa, que resultou na erradicação, no Brasil, de uma das principais pragas da fruticultura de clima temperado no mundo, a mariposa Cydia pomanella, considerada chave para os cultivos de maçã e pera.

Por fim, a Unidade vai falar sobre o Cadastro Vitícola do Rio Grande do Sul, que reúne informações sobre a produção de uva no estado do Rio Grande do Sul desde 1995.

A Expointer
É reconhecida como um dos maiores eventos do mundo no gênero, e considerada a maior feira a céu aberto da América Latina. A exposição reúne as últimas novidades em tecnologia agropecuária e agroindustrial, com mostra das mais modernas máquinas, o melhor da genética e as raças de maior destaque criadas no Rio Grande do Sul.

Além da excelência da exposição, o evento proporciona uma diversidade de debates, seminários e workshops.

Serviço:
Evento: 40ª edição da Expointer
Data: de 26 agosto a 3 de setembro – das 8 às 18h
Local: Pavilhão Internacional – Parque Estadual de Exposições Assis Brasil – BR 116 – Km 13 – Esteio – RS

 

Fonte: Embrapa

últimas: notícias vídeos

cotações

  • Milho amarelo – Rio do Sul/SC – (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ 23,00

  • Arroz irrigado em casca – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ S/Inf.

  • Suíno vivo – Sul Catarinense/SC (Epagri)

    05/09/2017

    valor

    R$ 3,42