05/06/2017 13h33 - Atualizado em 05/06/2017 13h33

Exportação do milho tem alta de mais de 60% em maio

A proximidade da intensificação da colheita da segunda safra, intervenções governamentais e o dólar mais forte que o Real voltaram a aquecer as negociações de milho para exportação nos portos brasileiros. Além disso, segundo pesquisadores do Cepea, a demanda doméstica está enfraquecida, e parte expressiva dos armazéns ainda está comprometida com a soja. Em maio, os embarques do cereal brasileiro somaram 310 mil toneladas, alta de 63,9% em relação a abril, segundo a Secex. Quanto aos preços no mercado brasileiro, estão em queda devido à a maior oferta do cereal. Em Campinas (SP), a pressão compradora continua e vendedores têm comportamento mais flexível, favorecendo a realização de negócios. Nesse cenário, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa caiu 2,8% entre 26 de maio e 2 de junho, fechando a R$ 26,48/saca de 60 quilos na sexta-feira, 2.

Fonte: Cepea

últimas: notícias vídeos

cotações

  • Feijão preto (novo) – Canoinhas/SC (Epagri)

    28/06/2017

    valor

    R$ S/inf.

  • Frango granja vivo – Chapecó/SC (Epagri)

    28/06/2017

    valor

    R$ 2,20

  • Frango granja vivo – Sul Catarinense/SC (Epagri)

    28/06/2017

    valor

    R$ 2,23

  • Trigo superior – Canoinhas/SC (Epagri)

    28/06/2017

    valor

    R$ S/inf.

  • Soja industrial – Lages/SC (Epagri)

    28/06/2017

    valor

    R$ 60,50