10/11/2017 12h13 - Atualizado em 10/11/2017 12h13

Fazenda do Iapar celebra 105 anos com destaque na criação do Purunã

O secretário de Estado da Agricultura, Norberto Ortigara, e o diretor-presidente do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná), Florindo Dalberto, participaram na quinta-feira (09) da celebração de 105 anos da Fazenda-Modelo, do Instituto, em Ponta Grossa. A fazenda foi palco das pesquisas genéticas que resultaram na formação da raça de gado 100% paranaense, Purunã, reconhecida oficialmente pelo Ministério da Agricultura em abril deste ano.

Foram apresentadas as ações que estão acontecendo para a valorização e o fortalecimento da raça, atualmente com cerca de três a 4 mil animais sendo criados no País. A meta do Iapar é incentivar a reprodução de matrizes, devendo chegar a 3 mil até 2020.

O evento faz parte dos 45 anos do Iapar. Antes disso, a fazenda era de propriedade do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Várias parcerias já foram estabelecidas, entre elas estão a Cescage, que propõe a multiplicação da raça com fertilização de embriões in vitro; a Associação de Criadores de Purunã, responsável pelo registro de animais e por torná-la conhecida em todo o País. E a parceria da Padrão Beef, de Cascavel; e está em andamento uma parceria com a rede de restaurantes Madero Prime.

A rede de restaurantes promete colocar carne de gado da raça Purunã para comercialização em suas lojas, após aprovar as características da carne como sabor, maciez e marmoreiro, bem ao gosto do consumidor.

Para Ortigara, a criação e a comercialização do Purunã representa uma opção moderna para pecuaristas e empresários, devido às características obtidas com a nova raça. “É gratificante ver um restaurante paranaense introduzir em sua linha comercial um produto de qualidade, também genuinamente paranaense, com a carne de gado da raça Purunã”, disse.

 

“Isso é resultado da evolução e da tecnologia empregada na agricultura e na pecuária do Estado. Quem quiser permanecer no campo, tem que estar antenado com as inovações tecnológicas e com o conhecimento”, acrescentou.

 

GADO PURUNÃ

O gado Purunã é genuinamente paranaense e foi desenvolvido por uma instituição de pesquisa pública, o Iapar. É derivado de cruzamentos das raças Charolês, Caracu, Aberdeen Angus e Canchim, e obteve características de carne aprovadas pelo consumidor como sabor, maciez e marmoreio.

A raça foi desenvolvida pelos pesquisadores José Luiz Moleta e Daniel Peroto, do Iapar, que desenvolveram os cruzamentos genéticos na fazenda Modelo, de Ponta Grossa.

Para o presidente do Iapar, Florindo Dalberto, o desenvolvimento da raça Purunã teve muito trabalho dos pesquisadores, muita ciência e inovação. “Esse trabalho nos enche de orgulho de ver essa transformação. E agora os parceiros vão dar continuidade com a difusão da raça”, disse.

Fonte: AEN

últimas: notícias vídeos

cotações

  • Arroz irrigado em casca – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    21/11/2017

    valor

    R$ S/Inf.

  • Feijão Carioca -Tipo 1 – Paraná (Seab)

    21/11/2017

    valor

    R$ 108,43

  • Suíno vivo – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    21/11/2017

    valor

    R$ S/Inf.

  • Milho – Paraná (Seab)

    21/11/2017

    valor

    R$ 22,42

  • Arroz irrigado em casca – Rio do Sul/SC (Epagri)

    21/11/2017

    valor

    R$ 40,00