30/06/2017 13h52 - Atualizado em 30/06/2017 13h52

Preço do ovo recua, mas relação de troca continua favorável ao produtor

As cotações dos ovos caíram nesta última semana de junho, refletindo a redução da demanda, típica de final de mês. Apesar das quedas, os preços permanecem em bons patamares, conforme colaboradores do Cepea, sustentados pela menor oferta por conta do clima frio. Nesse cenário, mesmo com as recentes desvalorizações, a relação de troca com os principais insumos utilizados na atividade, milho e farelo de soja, continua favorável ao avicultor de postura, já que os valores desses insumos estão em baixos patamares. Entre 22 e 29 de junho, a caixa com 30 dúzias do ovo tipo extra, branco, posto na Grande São Paulo, teve média de R$ 96,17 nessa quinta-feira, 29, queda de 3,6% no período. Para retirada em Bastos (SP), a média caiu 3,27%, para R$ 90,55/cx. Quanto aos ovos vermelhos, a caixa com 30 dúzias do tipo extra, posto na Grande São Paulo, fechou a R$ 109,88, baixa de 4,1% em sete dias. Para retirada em Bastos, o recuo foi de 4%, a R$ 104,79/cx.

Fonte: Cepea

últimas: notícias vídeos

cotações

  • Milho amarelo – Rio do Sul/SC – (Epagri)

    18/10/2017

    valor

    R$ 27,00

  • Arroz irrigado em casca – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    18/10/2017

    valor

    R$ S/Inf.

  • Suíno vivo – Sul Catarinense/SC (Epagri)

    18/10/2017

    valor

    R$ 3,72

  • Feijão Carioca -Tipo 1 – Paraná (Seab)

    18/10/2017

    valor

    R$ 99.79

  • Suíno vivo – Jaraguá do Sul/SC (Epagri)

    18/10/2017

    valor

    R$ S/Inf.